"Ignorância" evidencia as hipocrisias cotidianas da sociedade

Publicado por Juliana Carvalho em 18 de Julho de 2017, 16:02
Última atualização em 19 de Julho de 2017, 19:35

No palco, apenas os dois atores e as cadeiras. Fotos: Marcelo Rodrigues

Com humor, ironia e expressão corporal, Rejane Faria e Ítalo Laureano atuam em "Ignorância", convidando o público a refletir questões como a hipocrisia do ser humano e a violência por trás dos discursos daqueles que se autointitulam "cidadãos de bem". Como parte da programação do Festival de Inverno, a peça teve apresentação única no Centro de Artes e Convenções da UFOP, no último domingo (16).

"Ignorância", que estreou em 2015, é o quinto espetáculo do grupo Quatroloscinco - Teatro do Comum. Na apresentação teatral, a cadeira é o objeto que norteia os cinco quadros que tratam sobre intolerância, preconceito, julgamento, violência e a cultura do medo, quadros que representam a ignorância do ser humano em situações corriqueiras e que, muitas vezes, passam despercebidas. Ítalo comenta que a escolha da cadeira deu-se através da necessidade de um objeto que ilustrasse a peça. A cadeira, então, em toda a sua diversidade de formatos, "pode representar uma posição política e social", afirma o ator, complementando, "o quanto isso representa a ignorância humana".

De forma provocativa, o roteiro, em conjunto com a paisagem sonora e o cenário, sensibiliza ao mesmo tempo em que traz reflexões acerca da zona de conforto dos seres humanos que, mergulhados em suas próprias ideologias e "opiniões", por vezes, demonstram uma certa violência contra indivíduos que pensam de outra forma. 

Há 10 anos o Quatroloscinco atua em pesquisa e prática teatral de forma autoral e utilizando uma estética contemporânea. Além de ter passado por 58 cidades de 16 estados do país, a companhia já esteve também em Cuba, Uruguai e Argentina.

"Ignorância" rendeu a Rejane Faria o prêmio Sinparc 2017 de melhor atriz.

Confira a pílula prouduzia pela TV UFOP sobre o espetáculo.

Mais Notícias
Cultura e aprendizado no Festival de Inverno

A essa hora, o Festival de Inverno já se findou. Foi-se embora, assim como muitos turistas, artistas e espetáculos qu...Ler mais

Cortejo do Zé Pereira marca encerramento do Festival de Inverno

Ao som de clarins, bumbos e tarois, o cortejo da agremiação mais antiga em atividade no Brasil encerrou o Festival de...Ler mais

Pilares do Festival de Inverno são debatidos em seminário cultural

Repensar a música, a arte e a cultura de maneira abrangente. Foi com essa premissa que aconteceu, na última semana do...Ler mais